Web Radio Cidade

Domingo, 14 de Julho de 2024

Campos Novos.

Campos Novos regulariza lista de espera do SUS após recomendação do MPSC

Ao apurar que funcionário teria burlado a fila do SUS para favorecer familiares, MP constatou outras irregularidades.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Campos Novos regulariza lista de espera do SUS após recomendação do MPSC
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Durante apuração de suspeita de burla à fila do SUS - resolvida por meio de acordo de não persecução cível -, o MPSC identificou outra irregularidade: o Município não vinha lançando corretamente no sistema os nomes dos pacientes que aguardavam por consultas médicas nem o nível de prioridade do atendimento, violando os princípios da impessoalidade, publicidade e legalidade. Situação foi regularizada após recomendação da 3ª Promotoria de Justiça da comarca.

Em março deste ano, chegou ao conhecimento do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) que um funcionário da Secretaria de Saúde de Campos Novos teria burlado a fila do SUS para favorecer familiares. A 3ª Promotoria de Justiça da comarca instaurou um inquérito civil para apurar a situação e as investigações confirmaram os fatos. O agente firmou um acordo de não persecução cível para reparar os danos e está pagando multas a título de ressarcimento - uma parte dos valores vai para o Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL) e a outra para o erário municipal.

Durante a apuração do caso, o MPSC constatou outra situação: Campos Novos não vinha lançando corretamente as informações dos pacientes e o nível de prioridade dos atendimentos no sistema de regulação dos serviços, nem respeitando as hipóteses legais para alteração das listas de espera, em uma afronta à Lei Estadual n. 17.066/2017, ao Decreto n. 1.168/2017 e aos princípios da legalidade, impessoalidade e publicidade.

Diante disso, a Promotora de Justiça Naiana Benetti recomendou a observância das normas, destacando a importância do cadastramento correto das informações e alertando sobre as possíveis consequências de antecipar procedimentos sem justificativa médica. 

A Prefeitura comunicou o acatamento integral da recomendação e comprometeu-se a adotar as medidas pertinentes para que a lista de espera seja respeitada e as informações sejam lançadas corretamente no sistema. "Considerando que a gestão das ações e dos serviços de saúde deve ser realizada de maneira solidária e participativa pelos três entes federativos, compete ao Poder Executivo municipal, em seu âmbito, tomar as providências necessárias para que a lei seja cumprida", diz a Promotora de Justiça.

A transparência da lista de espera do SUS é acompanhada permanentemente pelo Centro de Apoio Operacional da Saúde Pública do MPSC. Quando alguma irregularidade é detectada, medidas são adotadas para que a situação seja resolvida.  

 

FONTE/CRÉDITOS: MPSC
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade