Web Radio Cidade

Domingo, 14 de Julho de 2024

Policial

Reveladas causas da explosão mortal em oficina de motos em Itajaí

As vítimas, um adolescente e um adulto, morreram no hospital dias depois da explosão.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Reveladas causas da explosão mortal em oficina de motos em Itajaí
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Corpo de Bombeiros divulgou nesta sexta-feira (5) as causas da explosão em uma oficina de motos em Itajaí que deixou um homem e um adolescente mortos no último dia 3 de junho. No dia da explosão mortal, as vítimas sofreram queimaduras de terceiro grau em todo o corpo.

Após a explosão, os Bombeiros foram acionados pelo telefone 193. Eles realizaram o combate ao incêndio e prestaram atendimento pré-hospitalar às vítimas. Os dois foram encaminhados ao hospital o mais rápido possível, mas infelizmente não resistiram aos ferimentos e faleceram dias depois.

O que causou a explosão na oficina de motos em Itajaí?

A causa da explosão foi o acúmulo de gases no interior de um tambor que era utilizado como apoio para peças de motos, segundo os bombeiros. A gasolina utilizada para limpeza ou os próprios fluidos das peças vazaram para o tambor e, em contato com o oxigênio, formaram uma mistura explosiva. Uma fagulha, possivelmente proveniente de uma ferramenta elétrica ou até mesmo do atrito entre as peças, foi o suficiente para deflagrar a explosão.

Os bombeiros não conseguiram obter o depoimento das vítimas, mas as informações da utilização do tambor foram colhidas de depoimentos de testemunhas. 

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação.

Já houve incidentes, por exemplo, em postos de combustíveis que apenas a aproximação de um celular produziu uma centelha suficiente para provocar uma explosão como essa. Para a gasolina, o limite Inferior de Explosividade é de 1,4% e limite superior de explosividade é de 7,6%, ou seja, se tivermos por exemplo um latão de cem litros, bastaria uma quantidade de dois ou três litros de gás produzido pela gasolina para em contato com o ar propiciando assim uma explosão.

O Tenente Coronel BM George de Vargas Ferreira, Comandante do Sétimo Batalhão de Bombeiros Militar, alerta para os riscos de explosão com gás liquefeito de petróleo (GLP), especialmente em residências. Ele recomenda que o botijão de gás seja instalado na parte externa da casa, em local ventilado e longe de fontes de calor e ignição.

As causas da explosão mortal na oficina de motos em Itajaí foram obtidas no Laudo Pericial realizado pelo perito Cap BM Douglas Tomaz Machado e inspetor Sargento BM Anselmo dos Santos.

 

FONTE/CRÉDITOS: SCC 10
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade