Web Radio Cidade

Domingo, 14 de Julho de 2024

Geral

Motorista de carreta é condenado por acidente que matou jovem em Pinheiro Preto

Condenado a 5 anos e 10 meses de reclusão.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Motorista de carreta é condenado por acidente que matou jovem em Pinheiro Preto
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O motorista de uma carreta foi condenado na terça-feira (18) por um acidente que resultou na morte de um jovem de 18 anos em 27 de setembro de 2022, em Pinheiro Preto. Naquela noite, por volta das 23h55, o veículo, um Man/TGX 28.440, saiu da pista e colidiu contra várias árvores na SC-135, próximo ao restaurante Três Colinas.

A carreta era conduzida por Luis Ernani Becker Cordeiro, tendo como passageiros Claudio Henrique dos Santos e Alyson Gustavo Padilha Telles, ambos de 18 anos. Os três foram arremessados da cabine, com Luis e Claudio sendo socorridos pelos Bombeiros em estado grave. Alyson foi encontrado sem vida 4 horas após o acidente, debaixo de um tronco de árvore, coberto pela carga de papelão.

A sessão do Tribunal do Júri, realizada no Fórum de Tangará, foi presidida pelo juiz Flavio Luis Dell’Antônio. Nela, o Ministério Público pediu a condenação de Luis Ernani por homicídio doloso, pois segundo a investigação, ele teria dado carona para os jovens após ter ingerido bebida alcoólica em uma lanchonete em Tangará. Para o MP, ao conduzir o veículo com a capacidade psicomotora alterada ele assumiu o risco do acidente.

O Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e autoria do crime, porém desqualificou o homicídio para culposo, quando não há intenção de matar.

Diante do veredito, o magistrado sentenciou Luis Ernani Becker Cordeiro a 5 anos e 10 meses de reclusão, em regime inicial semiaberto, pela morte de Alyson Gustavo Padilha Telles e pelas lesões corporais graves em Claudio Henrique dos Santos.

O juiz concedeu ao réu o direito de recorrer em liberdade, considerando que respondeu ao processo em liberdade.

FONTE/CRÉDITOS: Caco da Rosa
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade