Web Radio Cidade

Domingo, 23 de Junho de 2024

Geral

Morre Pampa, campeão olímpico da “geração de ouro” do vôlei brasileiro, aos 59 anos

O ex-atleta enfrentava um linfoma (câncer no sistema linfático), e faleceu por complicações pulmonares, causadas pela reação à quimioterapia.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Morre Pampa, campeão olímpico da “geração de ouro” do vôlei brasileiro, aos 59 anos
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O campeão olímpico de vôlei em Barcelona (1992), André Felippe Falbo Ferreira, conhecido como Pampa, morreu nesta sexta-feira, 07 de junho, aos 59 anos.

O ex-atleta enfrentava um linfoma (câncer no sistema linfático), e faleceu por complicações pulmonares, causadas pela reação à quimioterapia. Pampa estava internado na UTI da Beneficência Portuguesa, em São Paulo.

Em maio deste ano, durante a partida entre Brasil e Itália pela Liga das Nações, Pampa foi lembrado com uma faixa pelos colegas atletas olímpicos do voleibol brasileiro, que foram homenageados pela Confederação Brasileira de Vôlei e estiveram no Maracanãzinho. Na faixa, havia a mensagem “Força Pampa!”

Pampa era natural do Recife e participou pela primeira vez dos Jogos Olímpicos com a Seleção Brasileira de Vôlei em Seul (1988), quando o time terminou na quarta colocação.

Nos Jogos Olímpicos seguintes, em Barcelona (1992), Pampa era um dos jogadores da famosa “geração de ouro”, que conquistou a primeira medalha dourada olímpica do vôlei brasileiro. O ex-jogador também foi campeão da Liga Mundial (atual Liga das Nações), no ano seguinte à Olimpíada.

Mesmo sendo reserva neste time cheio de estrelas, como Tande, Geovane, Carlão, Marcelo Negrão, Maurício e Paulão, Pampa foi importante na trajetória rumo ao inédito ouro olímpico. Um exemplo foi na partida contra a Argélia, quando entrou em um equilibrado terceiro set e marcou três pontos seguidos de saque.

Após a aposentadoria, Pampa se dedicou à política e à administração pública, sendo sempre ligado ao esporte. Ele atuou no Ministério do Esporte entre 2000 e 2002, foi secretário de esportes de Suzano (SP) entre 2007 e 2010, secretário de esportes de Campos (RJ), entre 2013 e 2016, assumindo a Superintendência Estadual de Esportes do Estado de Pernambuco, em seguida.

O apelido de Pampa surgiu ainda no início de sua carreira, devido à força de seu ataque, comparado a um coice de cavalo pampa, raça tradicional do animal no Brasil.

FONTE/CRÉDITOS: Michel Teixeira
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade