Web Radio Cidade

Domingo, 23 de Junho de 2024

Geral

Família de homem que morreu dois anos após acidente ainda busca por indenização

Ela alega que o veículo em que o marido estava foi atingido por um caminhão de uma empresa, que deveria pagar pelo tratamento.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Família de homem que morreu dois anos após acidente ainda busca por indenização
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Além da dor do luto, a família de Craciano Teixeira, de 36 anos, também tem que lidar com a dificuldade em conseguir justiça após o acidente que mudou a vida de todos. Ele morreu nesta segunda-feira, dia 03, dois anos e quatro meses depois que se envolveu em uma colisão de trânsito na BR-470, município de Monte Carlo. 

A viúva de Craciano, Adriane Bussacro, conversou com a reportagem e diz que busca, desde o dia do acidente, em 28 de janeiro, por uma indenização. Ela alega que o veículo em que o marido estava foi atingido por um caminhão de uma empresa, que deveria pagar pelo tratamento a que a vítima foi submetida.

Segundo Adriane, ele teve muitas sequelas, e todas elas graves. Diante disso, não havia condições de Craciano continuar vivendo em casa, sendo necessários cuidados hospitalares. Durante a maior parte do tempo, ela pagou de forma particular pela internação em um hospital no município de Água Doce.

 

Saiba mais

O que ela busca, conforme o que disse à reportagem, é que a empresa responsável pelo caminhão envolvido no acidente pague pelo valor referente ao tratamento. Segundo ela, a própria justiça já havia determinado o pagamento, mas conforme relato de Adriane, a empresa se negou.

Além de ter que arcar com os custos médicos e hospitalares, ela precisou sustentar sozinha a família. Adriane e Craciano são pais de duas crianças. Ela conta que ele era morador de Lacerdópolis e teve complicações na noite passada no Hospital Universitário Santa Terezinha, onde acabou perdendo a vida.

O acidente envolveu a caminhonete S-10, onde ele estava, e um caminhão. O veículo que a vítima conduzia ficou praticamente destruído. Craciano foi encontrado preso às ferragens do automóvel, inconsciente e apresentando hemorragia na parte frontal do crânio, com sinais vitais instáveis e fraturas de fêmur, tíbia e uma hemorragia na perna esquerda.

FONTE/CRÉDITOS: Eder Luiz
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade