Web Radio Cidade

Domingo, 14 de Julho de 2024

Geral

Cidades Catarinenses confirmam casos de sarna humana em escolas e creches

Balneário Camboriú registrou uma onda de casos de escabiose em creches municipais, com pelo menos 46 casos confirmados em diferentes unidades.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Cidades Catarinenses confirmam casos de sarna humana em escolas e creches
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os casos de escabiose, conhecida como sarna humana, em unidades escolares do litoral catarinense subiram. Nesta terça-feira (25), a cidade de Porto Belo informou que, no momento, há casos confirmados da patologia em uma creche municipal.

No total, quatro recentes casos foram registrados na mesma unidade, o Núcleo de Desenvolvimento Infantil Lauro Manoel Mendonça, no bairro Perequê.

Conforme a assessoria do Município, os alunos diagnosticados estão afastados e a higienização foi feita no local, mas as aulas não foram suspensas.

Em Itajaí, a Secretaria de Saúde enviou nota esclarecendo sobre casos suspeitos em creches da cidade.

“A Secretaria de Saúde de Itajaí informa que dois CEIs registraram casos confirmados de escabiose neste ano. Um caso foi isolado e em uma creche houve dois casos no mesmo período. Todas as situações foram devidamente monitoradas, tratadas e controladas”, diz a nota.

Segundo a Prefeitura de Itajaí, atualmente, duas unidades estão sendo monitoradas com um caso cada em investigação.

Neste mês, a cidade de Balneário Camboriú registrou uma onda de casos de escabiose em creches municipais, com pelo menos 46 casos confirmados em diferentes unidades. Uma força-tarefa de limpeza e prevenção foi conduzida pela Prefeitura.

Na última semana, foi a vez de Itapema, cidade vizinha, confirmar casos. Até o momento, foram registrados três casos na creche Clube do Mickey, no bairro Várzea; um caso na escola Vereador Paulo Reis, no Sertão do Trombudo; e um caso na escola Bento Elói, no bairro Morretes.

Na creche, as aulas chegaram a ser suspensas, mas já retornaram normalmente.

FONTE/CRÉDITOS: Nativa FM
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade