Web Radio Cidade

Domingo, 14 de Julho de 2024

Colunas

Karoline Lima é processada pela filha de quase 2 anos, representada por Éder Militão

No processo, Éder Militão pede que Karoline Lima seja impedida de mostrar a filha dos dois nas redes sociais.

Web Rádio Cidade
Por Web Rádio Cidade
Karoline Lima é processada pela filha de quase 2 anos, representada por Éder Militão
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Mais um capítulo na briga judicial entre Karoline Lima e Éder Militão. Desta vez, o jogador de futebol, que tenta 'silenciar' a ex nas redes sociais, usou o nome de Cecília, de pouco menos de 2 anos de idade, para abrir um processo contra a própria mãe.

Segundo a página do Instagram "Gossip do Dia", os advogados de Militão precisaram, a pedido da juíza à frente do caso, corrigir a petição que estava em nome do atleta. Tudo porque, ainda de acordo com a publicação, Éder Militão ora citava a filha, ora falava apenas sobre ele mesmo.

Assim, ao apresentarem uma nova petição contra Karoline Lima, os advogados do jogador incluíram Cecília como parte autora do processo.

Com a ação movida contra a atual namorada de Léo Pereira, Éder Militão espera que Karoline pare de falar sobre ele nas redes sociais. Segundo o jogador do Real Madrid, novamente campeão da Champions League, a influenciadora "distorce a realidade e faz campanhas para prejudicar sua imagem".

Militão também pede que Karoline pare de postar fotos e vídeos da filha e cobra uma indenização por parte da ex-namorada no valor de R$ 20 mil.

Contra o que chamou de má-fé do jogador de futebol, a defesa de Karoline Lima rebateu as acusações do atleta e o acusou de "cometer excessos" na convivência com a ex e a filha, como apurou a revista "Quem".

FONTE/CRÉDITOS: TERRA
Comentários:
Web Rádio Cidade

Publicado por:

Web Rádio Cidade